Empréstimo com garantia: quando contratar?

A contratação de um empréstimo pode ser muitas vezes a principal alternativa para investir em inovações da empresa. Além disso, é possível que o crédito seja utilizado para sanar dívidas mais importantes ou até mesmo limpar o nome junto a outras instituições financeiras.

Dessa forma, o mercado vem oferecendo novas linhas de crédito para o público, com o intuito de atrair novos clientes. Portanto, uma das alternativas é o empréstimo com garantia, onde o tomador do empréstimo declara um bem como garantia de pagamento.

Entretanto, é preciso analisar de forma clara as propostas de empréstimo com garantia, para que possa ponderar sobre os benefícios e prejuízos que a operação pode ter. Portanto, confira algumas dicas sobre o tema.

Empréstimo com garantia tem condições diferenciadas

Contar com uma propriedade quitada e em seu nome é sinônimo de situação financeira estável. Desse modo, o empréstimo com garantia oferece alguns benefícios diferenciados em relação às outras opções de mercado.

Isso porque um imóvel dado como garantia, por exemplo, ele fica alienado à instituição financeira, até que o crédito seja pago de forma integral. Além disso, é possível contratar o empréstimo com garantia tendo o nome inscrito em órgãos como SPC e Serasa.

No entanto, apesar de tais fatores representarem uma taxa de juros menor, justamente por se tratar de um empréstimo com garantia. Caso haja o interesse de venda do bem posto como garantia, o processo se torna mais complicado tendo alienação do bem.

Empréstimo com garantia para investimentos

O empréstimo financeiro é bastante utilizado por empresários, de diversas áreas, para promover melhorias e investimentos no negócio. Desse modo muitas vezes as linhas de crédito não oferecem as melhores condições, seja de pagamento, seja de valor emprestado.

Nesse sentido, o empréstimo com garantia se torna um diferencial no mercado. devido a garantia de pagamento pelo tomador com um bem, até 60% do valor líquido do bem é emprestado, conforme as regras do Banco Central.

Além disso, os prazos disponíveis também se diferenciam dos demais empréstimos. Enquanto um empréstimo bancário tem um prazo máximo de três a quatro anos, no empréstimo com garantia é possível contar com um prazo de até 15 anos.